Seja Diplomata, Faça Sapientia Recorde de Aprovação no CACD

Matricule-se Agora

Conteúdo Sapiente

Complemente seu Estudo



Fatos Históricos

200 anos de nascimento do Visconde do Rio Branco

200 anos de nascimento do Visconde do Rio Branco

Conteúdo postado em 12/03/2019

Olá, Sapientes!

 

Prontos para acenderem as velinhas e cantarem parabéns para o aniversariante da semana? É isso mesmo, estamos falando dessa importante figura para a história de nosso país: o Visconde do Rio Branco. Apenas não confundam: o Visconde é o pai do Barão do Rio Branco, o patrono da diplomacia brasileira, tudo bem?

 

José Maria da Silva Paranhos, o Visconde do Rio Branco, nasceu em 16 de março de 1819, na capital da capitania da Baía de Todos os Santos – hoje Salvador. Portanto, neste ano, comemoramos os 200 anos de seu nascimento.

 

Os feitos do Visconde do Rio Branco datam da época de D. Pedro II. Embora de formação militar, dedicou maior tempo de sua carreira à política do Brasil, sendo responsável, por exemplo, pela intermediação de conflitos como a Guerra do Uruguai e a Guerra do Paraguai. Durante o auge de sua carreira, como Presidente do Conselho de Ministros, seu gabinete foi responsável pela criação da Lei do Ventre Livre, em 1871, que declarava livres as crianças que fossem nascidas de mulheres escravas após a promulgação da lei.

 

Seu governo foi assinalado, em boa parte, por um período de prosperidade econômica e implementação de reformas, porém, um conflito entre a Igreja Católica e a maçonaria marcou o final de seu governo. Após quatro anos à frente da Presidência do Conselho de Ministros – de 1871 a 1875 –, renunciou e, em 1880, veio a falecer em decorrência de um uma grave doença.

 

Mas eu preciso saber essa data para o CACD?

 

Na verdade, para o Concurso de Admissão à Carreira Diplomática, datas específicas, como o nascimento de um Visconde, não são cobradas, porém os fatos históricos e os desdobramentos políticos que permeiam o período em que José Maria da Silva Paranhos esteve no poder são muito relevantes para os seus estudos.

 

Nesse sentido, estamos falando de História do Brasil, uma das disciplinas de maior relevância para o concurso, tendo em vista o seu notável peso na primeira fase – foram 11 questões de um total de 73 na prova de 2018 – e sua prova específica na terceira fase, com 4 questões dissertativas que juntas somaram até 100 pontos na nota final de classificação. Fora isso, depois das notas das provas dissertativas de Português e Inglês, a nota de História do Brasil é considerada o terceiro critério para desempate entre candidatos.

 

Realmente essa matéria tem um grande peso para aqueles que pretendem entrar para a carreira de diplomata, vocês não acham?

 

E como eu faço para estudar História do Brasil?

 

Bem, nós temos uma sugestão fantástica para você. O Sapientia conta com um corpo docente reconhecidíssimo no mercado, que vai te mostrar o passo a passo de como montar a sua estratégia de estudos para História do Brasil e todas as outras matérias cobradas no concurso.

 

E este é o momento certo, pois o nosso curso regular extensivo (CRE) está com uma turma novinha em folha que acabou de iniciar. Todas as matérias são com aulas online 100% inéditas, plantão de dúvidas com os professores e materiais em PDF. É realmente imperdível. Então, vem com a gente!

 

>>> Conheça mais sobre nosso curso regular clicando aqui.

 

Até a próxima!

 

CACD-diplomata-itamaraty-diplomacia-200-anos-de-nascimento-do-visconde-do-rio-branco

ARTIGOS RELACIONADOS