Seja Diplomata, Faça Sapientia Recorde de Aprovação no CACD

Matricule-se Agora

Conteúdo Sapiente

Complemente seu Estudo



Fatos Históricos

230 anos da Revolução Francesa

230 anos da Revolução Francesa

Conteúdo postado em 14/05/2019

Olá, Sapientes!

 

Hoje nós trazemos uma efeméride muito especial para a História Mundial: os 230 anos da Revolução Francesa. Certamente, todos devem se lembrar de que 1789 é o grande marco do início de um processo que levaria dez anos para se concretizar, mas vocês se recordam que 5 de maio de 1789 foi o dia em que o rei Luís XVI marcou a reunião dos Estados Gerais, abrindo espaço, portanto, para o começo de um movimento revolucionário? Não? Então aproximem-se, peguem uma cadeira e partiu cantar parabéns!

 

Quando se fala em Revolução Francesa é indispensável que seja estudado todo o contexto histórico que permeou o movimento, porém, de uma forma bem simplificada, a causa geral imediata que deu início à revolução foi o descontentamento do povo com a má administração dos recursos do reino, que levou o país à uma grave crise financeira. Para o rei, os anos de guerras custosas e as extravagâncias reais só poderiam ser solucionados por meio de aumento de impostos, porém os nobres e os bispos, de forma alguma, gostariam de abrir mão de sua isenção tributária, sobrando, portanto, para a burguesia e o restante da população arcar com as despesas.

 

A pressão popular foi forte e o rei cedeu às exigências, convocando uma assembleia com membros dos três estados sociais, para que fosse discutido como enfrentar a crise em que se encontrava a nação, o que viria a ocorrer em maio de 1789. No entanto, a reunião contou com grande controvérsia, pois a burguesia, sendo o grupo econômico mais poderoso naquele momento, gostaria de ter sua voz ouvida e não sobreposta pelas outras duas camadas favorecidas da população: o clero e a nobreza.

 

Com a intenção de que formassem uma assembleia única e de que o voto fosse individual, a burguesia, aproveitando-se do apoio de dissidentes das outras classes, após um mês de disputa, decidiu proclamar-se Assembleia Nacional. O apoio das demais camadas aumentou e a Assembleia ganhou forças para protestar contra o governo de Luís XVI, período que hoje é conhecido como a primeira das três fases da Revolução.

 

Mas eu devo saber essa data específica para o CACD?


A Revolução Francesa é um grande marco histórico, portanto, para o Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata (CACD), além de nos lembramos em qual ano ela ocorreu, é ainda mais importante sabermos em que momento na história o movimento aconteceu, seus motivos e quais as implicações dele no mundo.

 

De fato, História Mundial é uma disciplina de grande relevância para o concurso, tendo em vista o seu notável peso na fase objetiva. Na prova do ano passado, foram 11 questões de um total de 73. Isso significou 15% da nota final dessa primeira fase. No entanto, há que se ter em mente que, na fase dissertativa subsequente, essa matéria não é cobrada, portanto, seu estudo deve ser estrategicamente planejado para não ocupar mais tempo que deveria.

 

E como eu faço um planejamento de estudos para História Mundial?

 

Modéstia à parte, o Sapientia é o lugar certo para você encontrar a orientação adequada em seu planejamento de estudos não só de História Mundial, como das demais matérias. O nosso corpo docente é reconhecidíssimo no mercado e ele vai te mostrar o passo a passo de como montar a sua estratégia de estudos para todas as disciplinas cobradas no concurso.

E este é o momento ideal, pois o nosso curso regular extensivo (CRE) está com uma turma novinha em folha que acabou de começar. Todas as matérias são oferecidas com aulas online 100% inéditas, plantão de dúvidas diretamente com os professores e materiais em PDF. Imperdível, né?

 

>>> Conheça mais sobre nosso curso regular clicando aqui.

 

Até a próxima!

 

CACD-diplomata-itamaraty-diplomacia-230-anos-da-revolucao-francesa

ARTIGOS RELACIONADOS