Seja Diplomata, Faça Sapientia Recorde de Aprovação no CACD

Matricule-se Agora

Conteúdo Sapiente

Complemente seu Estudo



Atualidades

A crise no Sudão e sua relação com o CACD deste ano

A crise no Sudão e sua relação com o CACD deste ano

Conteúdo postado em 18/06/2019

Olá, Sapientes!

 

O post de hoje é para, infelizmente, tratarmos um pouco sobre os últimos episódios de violência no Sudão, os quais geraram uma situação de grande instabilidade política no país. Vem com a gente acompanhar o histórico de manifestações nesse Estado do nordeste africano e toda a escalada de conflitos que o levaram à atual crise. Além de estar num dos itens do edital, o assunto foi abordado pelo Ministério do Itamaraty recentemente e pode ser quente para o próximo CACD.

 

Tudo aconteceu quando, após meses de protestos, o presidente, que há mais de trinta anos estava no poder, Omar al-Bashir, foi deposto de seu cargo por uma junta militar, em função de acusações de corrupção, má condução política e associação com o terrorismo. Os protestos, inicialmente, eram contra as ações do governo que precarizavam ainda mais a situação econômica de um país tido como um dos menos desenvolvidos do mundo.  No entanto, as manifestações foram se espalhando e acabaram virando um grande protesto nacional contra o regime vigente.

 

Após a deposição de Omar al-Bashir, os militares que assumiram o poder passaram a enfrentar a pressão popular para que um governo civil fosse instaurado, já que essa junta militar havia anunciado que permaneceria no poder por até dois anos. Dentre as ações inicialmente implementadas pelos militares está a suspensão da constituição nacional e a imposição de toque de recolher, pelo período de um mês, as quais, não surpreendemente, desagradaram a população e desencadearam uma nova onda de protestos.   

 

A repressão militar contra essas manifestações não demorou a aparecer e, no começo deste mês de junho, dezenas de pessoas foram mortas e feridas. A oposição à junta militar respondeu com uma campanha nacional de "desobediência civil", criando barricadas de proteção contra as forças militares.

 

O atual clamor do povo sudanês é de que seja criado um conselho de transição composto por civis e o nome de Abdullah Hamdouk, ex-secretário-executivo da Comissão Econômica das Nações Unidas para a África, está sendo cotado como futuro primeiro-ministro. Cabe a nós, agora, futuros diplomatas, acompanharmos as próximas movimentações, em especial, de organizações internacionais como a ONU e a União Africana, para que a crise seja contida e a situação política no Sudão passe a se normalizar.

 

A crise política no Sudão é tema do edital do concurso para diplomata?

 

Pode ser sim, já que o Itamaraty manifestou-se oficialmente sobre os últimos acontecimentos e o tema é abordado pelo item 12, de Política Internacional, em que é cobrada a temática acerca das relações entre “A África e o Brasil”, conforme o último edital de abertura do Concurso de Admissão à Carreira Diplomática (CACD) em 2018. Nesse sentido, é importante que acompanhemos os desdobramentos desse conflito e as medidas que poderão ser tomadas pela ONU, pela União Africana ou por outros atores, no sentindo de que a crise seja superada.

 

Você está se preparando para a CACD 2019?

 

Então, temos ótimas notícias! O Sapientia acaba de lançar o Maratona 1ª Etapa 2019, para fazer uma super-revisão verdadeiramente eficiente nesta reta final de preparação para o CACD. Sabe aquela arrancada no finzinho de uma longa corrida? É exatamente essa a proposta do Maratona. Serão 9 módulos, com direito a aulas teóricas e listas de questões objetivas, abrangendo absolutamente tudo o que você precisa saber para a primeira etapa do CACD. E, ainda, você terá uma garantia incondicional de atualização, o que significa que, caso o edital de 2019 traga itens inéditos em seu conteúdo programático, não haverá nenhuma cobrança adicional para cobrir esses tópicos. Sensacional, né? E aí, curtiu? Então, vem com a gente!

 

>>> Saiba mais sobre o Maratona 1º Etapa 2019 clicando aqui.

 

Até a próxima!

 

CACD-diplomata-itamaraty-diplomacia-a-crise-no-sudao-e-sua-relacao-com-o-cacd-deste-ano

ARTIGOS RELACIONADOS