Seja Diplomata, Faça Sapientia Recorde de Aprovação no CACD

Matricule-se Agora

Conteúdo Sapiente

Complemente seu Estudo



Quero ser Diplomata, e agora?

A finalidade das matérias do CACD

A finalidade das matérias do CACD

Olá, Sapientes!

 

Vocês se lembram da primeira vez em que abriram o edital do Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata (CACD), para conhecer um pouco mais a respeito do certame? Passando rapidamente o olho pelo documento, a primeira parada deve ter sido para checar o valor do salário e você, provavelmente, pensou “uau, acho que vale a pena”. A segunda parada pode ter sido para visualizar o número de vagas e o valor da inscrição. E a terceira – e mais impactante – parada culminou em quais matérias seriam cobradas e quantas fases o concurso teria, acertamos?

 

Nesse momento, foi inevitável nos perguntarmos o porquê de serem cobradas matérias com um conteúdo tão específico e distinto dos demais concursos públicos. Assim, nós corremos o olho para o “Anexo III” e nos deparamos com o fatídico “Conteúdo Programático”, em que eram pormenorizados os itens que poderiam ser cobrados no certame. Então, diante de uma lista imensa – e, praticamente, sem fim – de conteúdo, nos perguntamos “para que isso, universo?”.

 

Bom, dramas à parte, é em razão dessa situação, que hoje nós vamos entender quais os motivos implícitos nessa cobrança do edital e, no final, quem sabe não rola até um ânimo maior para continuarmos nos dedicando aos nossos estudos? Então, vamos logo à derradeira pergunta:

 

Qual a finalidade das matérias do CACD?

 

A resposta, na verdade, está no próprio edital. Se vocês derem uma lida no item 2.3.1.1, do edital do CACD de 2018 – o último publicado até então –, vocês encontrarão a seguinte informação: “As provas e a metodologia de avaliação de que trata este edital, não obstante se limitem ao conteúdo programático do Anexo III, procurarão aferir habilidades e conhecimentos que se correlacionem com o perfil profissional almejado para a carreira de Diplomata.”

 

Isso significa que as matérias cobradas nas três fases do concurso estão intrinsicamente ligadas à prática da atividade diplomática. Sim, é como se nós estivéssemos nos preparando para sermos diplomatas e não, simplesmente, estivéssemos estudando para passar em uma prova. O estudo de História, Geografia, Direito, Política Internacional, Economia, Português e línguas estrangeiras nada mais, nada menos estará construindo o perfil que necessitamos para exercermos nossa futura profissão.

 

Desse modo, após a aprovação no CACD, todo esse estudo pré-concurso será aliado às disciplinas ministradas no Curso de Formação de Diplomatas, para, enfim, estarmos habilitados a atuar no Serviço Exterior Brasileiro. Não é sensacional? Então, partiu “Fase 1” do nosso projeto “Futuros Diplomatas”!

 

A carreira de diplomata é o seu grande objetivo?

 

Então dá uma olhada nesta dica de hoje! Se você está começando seus estudos para o CACD agora, ou se já começou e sente que está precisando “aparar as arestas”, para ganhar produtividade, o Sapientia abriu uma nova turma para o Programa Primeiros Passos. O intuito desse programa é oferecer orientações estratégicas para seus estudos e te ajudar a sistematizar e planejar sua preparação. As aulas são 100% on-line e os professores são experts no assunto. Vem com a gente fazer esse tour guiado pelo edital do concurso e dar um importante passo em direção ao seu sonho.

 

>>> Curtiu? Conheça mais sobre o Programa Primeiros Passos aqui.

 

Até a próxima!

CACD-diplomata-itamaraty-diplomacia-a-finalidade-das-materias-do-cacd

ARTIGOS RELACIONADOS