Seja Diplomata, Faça Sapientia Recorde de Aprovação no CACD

Matricule-se Agora

Conteúdo Sapiente

Complemente seu Estudo



Quero ser Diplomata, e agora?

O que o Diplomata faz no exterior?

O que o Diplomata faz no exterior?

Olá, Sapientes!

 

No nosso post da semana passada, falamos sobre os cargos e salários que um diplomata pode ter. Vocês viram? Não? Então cliquem aqui para conferir e não perder essa informação que muito nos interessa. Hoje, nós vamos conversar um pouco sobre as funções de confiança que um diplomata pode exercer quando assume um posto fora do país. Vamos nessa?

 

Quais cargos podem assumir funções no exterior?

 

A resposta é: todos. De acordo com o Decreto nº 9.683, de 9 de janeiro de 2019, existem funções específicas que cada cargo pode exercer quando nomeado ou designado para serviço fora do país. Vamos falar um pouquinho sobre cada um deles.

 

O cargo mais alto na carreira diplomática, o de Ministro de Primeira Classe, é aquele que assumirá a função de Chefe de Missão Diplomática Permanente, de Representante ou Delegado Permanente junto a organismo internacional, de Cônsul-Geral ou até de Chefe do Escritório Financeiro. Trata-se daquele que falará diretamente em nome do Brasil na localidade em que estiver estabelecido.

 

O segundo cargo mais alto é o de Ministro de Segunda Classe, o qual poderá assumir as funções de Cônsul-Geral, Chefe do Escritório Financeiro, Chefe de unidade administrativa, Ministro-Conselheiro, Chefe interino de Missão Diplomática Permanente, Cônsul-Geral Adjunto e Chefe interino de Consulado-Geral. Em caráter excepcional, também poderá ocupar a Chefia de Missão Diplomática Permanente em um país pertencente ao Grupo C ou D.

 

Em seguida, de maneira decrescente na escala hierárquica, vem o cargo de Conselheiro, ao qual poderá ser atribuída a função de Cônsul, Vice-Cônsul, Chefe de unidade administrativa, Conselheiro em Embaixada, Ministro-Conselheiro em posto que pertença ao Grupo C ou D, Cônsul-Geral Adjunto, Chefe de Setor e Chefe interino de Missão Diplomática Permanente ou de Consulado-Geral. Em caráter excepcional, também poderá ocupar a função de Chefe de Missão Diplomática Permanente em um país pertencente ao Grupo D ou de Ministro-Conselheiro em posto que pertença ao Grupo B.

 

Na sequência hierárquica, de forma decrescente, o Primeiro-Secretário poderá assumir as funções de Cônsul, Vice-Cônsul, Ministro-Conselheiro em posto que pertença ao Grupo D, Primeiro-Secretário de Embaixada, Cônsul-Adjunto, Chefe de Setor, Chefe interino de Missão Diplomática Permanente ou de Repartição Consular e Chefe interino de unidade administrativa. Em caráter excepcional, poderá exercer a função de Conselheiro em posto que pertença ao Grupo C ou D.

 

Logo abaixo na sequência hierárquica, o Segundo-Secretário poderá executar a função de Vice-Cônsul, Segundo-Secretário de Embaixada, Cônsul-Adjunto, Chefe de Setor e Chefe interino de Missão Diplomática ou de Repartição Consular. Em caráter excepcional, poderá ser Conselheiro em posto que pertença ao Grupo D ou Primeiro-Secretário em posto que pertença ao Grupo C ou D.

 

Por último – e não menos importante –, o Terceiro-Secretário, cargo de entrada no Itamaraty, também poderá assumir funções de confiança quando em serviço no exterior. Ele poderá ser Vice-Cônsul, Terceiro-Secretário de Embaixada, Chefe de setor e Chefe interino de Missão Diplomática Permanente ou de Repartição Consular. Em caráter excepcional, também poderá exercer a função de Primeiro-Secretário ou Segundo-Secretário em posto que pertença ao Grupo D.

 

Uau, é um leque enorme de possibilidades, vocês não acham? Agora a pergunta que não quer calar é...

 

Como entrar para a carreira diplomática?

 

Muito bem. Para ser um diplomata, é preciso ser aprovado no Concurso de Admissão à Carreira Diplomática (CACD). Aqui no Sapientia, você encontrará todo o suporte para iniciar sua preparação, desde os primeiros passos rumo ao Itamaraty até conteúdos específicos para aprofundamento. E quer saber da grande novidade? Acabamos de iniciar uma turma novinha do nosso Curso Regular Extensivo, com aulas online 100% inéditas, plantões de dúvidas diretamente com o professor e materiais em PDF. Partiu ser diplomata?

 

>>> Saiba mais sobre o nosso curso regular clicando aqui.

 

Até a próxima!

 

CACD-diplomata-itamaraty-diplomacia-o-que-o-diplomata-faz-no-exterior

ARTIGOS RELACIONADOS