Seja Diplomata, Faça Sapientia Recorde de Aprovação no CACD

Matricule-se Agora

Conteúdo Sapiente

Complemente seu Estudo



Fatos Históricos

100 anos do Partido Comunista Chinês

100 anos do Partido Comunista Chinês

Conteúdo postado em 14/07/2021

Olá, sapientes!

 

O Partido Comunista Chinês (PCC) realmente tem muito o que comemorar. Não só sobreviveu a diversas crises, como também está em um de seus melhores momentos. Se alguém falasse, há trinta anos, que o PCC comemoraria o seu centenário, poucos concordariam com essa afirmação. Sendo assim, vamos entender um pouco mais sobre esse partido!

 

A China como a segunda maior economia do mundo

 

A ideia geral nos anos 1990 era de que o PCC seria o próximo a cair após o fim da União Soviética em 1991, mas o governo comunista da China acabou tornando o país na segunda maior economia do mundo, o que fez com que muitas pessoas acreditassem na possibilidade de essa nação logo supere os Estados Unidos. 

 

Repressão política

 

É muito provável que isso só tenha sido possível por conto do autoritarismo no funcionamento do Partido Comunista Chinês. Talvez, o partido só tenha conseguido sobreviver tanto tempo por causa da forte repressão aos protestos, como ocorreu no massacre da praça de Tiananmen, em 1989. Atualmente, apesar da abertura comercial e da flexibilização do mercado chinês, a repressão política não diminuiu, podendo até ter sido intensificada. 

 

O Partido Comunista Chinês faz uso do desenvolvimento tecnológico para evitar que dissidências sejam fortalecidas. Por todos os, lados há câmeras funcionando com softwares de reconhecimento facial. Além disso, a mídia em geral e as redes sociais são monitoradas e censuradas. O resultado de tanta vigilância é uma população sem voz e líderes de oposição em potencial sendo perseguidos antes mesmo de despontarem. Ainda assim, boa parte da população admira a força do partido, principalmente comparando a forma como o PCC e os governos “Ocidentais” lidaram com a covid-19.

 

Vulnerabilidade

 

No entanto, nem tudo são flores para o Partido Comunista Chinês. Entre as vulnerabilidades que o gigante asiático terá de enfrentar nas próximas décadas, está uma força de trabalho cada vez mais envelhecida, encolhendo e acostumada a uma aposentadoria extremamente precoce. As consequência que isso pode gerar para a forte economia chinesa e as reformas trabalhistas, que serão necessárias para acomodar o mercado de trabalho ao novo contexto demográfico, pode transformar a opinião pública em relação ao PCC e tornar as dissidências mais difíceis de se controlar. 

 

Além disso, as próprias questões internas ao PCC podem tornar a agremiação mais frágil. A política chinesa enfrenta um momento de falta de transparência, em comparação com a década anterior; Xi Jinping tem perseguido rivais, acusados de conspirar para tomar o poder; e a prenunciação de grandes instabilidades após a saída do líder chinês do poder mostram que o PCC terá de se adaptar a momentos menos favoráveis, se quiser comemorar um segundo centenário no futuro.  

 

Quer se tornar um diplomata, mas não sabe por onde começar?

 

Para auxiliar você que está começando os preparos para o Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata (CACD) mas ainda não sabe qual é o curso mais indicado para o que você precisa, o Sapientia oferece uma Orientação Pedagógica Individual 100% à distância e gratuita. Quer saber como ela funciona? É simples! Com base em uma análise do seu perfil, o time de cuidados do Curso Sapientia esclarece suas dúvidas sobre planejamento para o Concurso do Itamaraty e indica o programa de estudos que melhor se encaixa nas suas necessidades. 

 

>>> Saiba mais sobre a nossa orientação 100% gratuita clicando aqui.

 

Bons estudos!

sugestao-de-leitura-para-o-cacd-o-quinze

ARTIGOS RELACIONADOS