Seja Diplomata, Faça Sapientia Recorde de Aprovação no CACD

Matricule-se Agora

Conteúdo Sapiente

Complemente seu Estudo



Fatos Históricos

40 anos da Segunda Crise do Petróleo

40 anos da Segunda Crise do Petróleo

Conteúdo postado em 28/05/2019

Olá, Sapientes!

 

O post de hoje traz uma efeméride na história econômica mundial: os 40 anos da Segunda Crise do Petróleo. Vocês se lembram de ter estudado esse acontecimento? Pois bem, estamos falando de uma crise de grandes proporções e que levou longos sete anos para começar a se normalizar. Vamos relembrar o seu contexto?

 

Se estamos falando da segunda crise é porque houve uma primeira, e ela não aconteceu muito tempo antes. Pelo contrário, em 1973, a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) havia se reunido e decidido pelo aumento do preço do barril e pela redução em sua produção, tendo em vista um cenário de aumento de consumo da matéria-prima e a dependência dos demais países que não detinham uma produção própria. Cerca de um ano depois, com a falta do produto ao redor mundo, a crise foi cessada, deixando sequelas econômicas em escala global.  

 

Ainda na mesma década, em 1979, irrompeu a Revolução Iraniana, sobre a qual falamos um pouco neste post aqui. A deposição da monarquia iraniana pró-Ocidente fez com que o país passasse a controlar os preços da matéria-prima conforme sua orientação política e religiosa. Nesse sentido, sendo o Irã o maior produtor de petróleo naquele momento, o preço do barril chegou a valores exorbitantes e um novo clima de racionamento se instalou mundo afora.

 

Em 1980, com o início da guerra entre o Irã e o Iraque, a crise chegou em seu ápice e as consequências foram gravíssimas. No Brasil, deu-se início ao que conhecemos como “a crise dos anos oitenta”, levando o país a um cenário político e econômico, cujas aterradoras consequências conhecemos muito bem.. O Segundo Choque do Petróleo só acabou sendo arrefecido em 1986, quando o Irã passou a não mais controlar o valor da matéria-prima e a direcionar seus esforços, prioritariamente, ao conflito com o país vizinho.

 

Mas eu devo saber essa data específica para o CACD?

 

A segunda crise do petróleo é um grande marco de nossa história recente, portanto, para o Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata (CACD), além de nos lembramos em que ano ela teve início, é ainda mais importante sabermos o contexto histórico que a desencadeou e quais as suas implicações no mundo e no Brasil.

 

Nesse sentido, estamos falando de Economia, uma disciplina de grande relevância para o concurso, tendo em vista o seu notável peso na primeira fase – foram 8 questões de um total de 73 na prova de 2018 – e na terceira fase, cuja prova específica contou com 4 questões dissertativas que juntas somaram até 100 pontos na nota final de classificação. Não dá pra marcar bobeira nessa matéria, não é mesmo?

 

E como eu faço para lembrar a matéria de Economia antes da prova?

 

Fiquem calmos, pois nós temos uma ótima notícia! O Sapientia acaba de lançar o Maratona 1ª Etapa 2019, para fazer uma super-revisão verdadeiramente eficiente nesta reta final de preparação. Sabe aquela arrancada no finzinho de uma longa corrida? É exatamente essa a proposta do Maratona. Serão 9 módulos, com direito a aulas teóricas e listas de questões objetivas, abrangendo absolutamente tudo o que você precisa saber para a primeira etapa do CACD. E, ainda, você terá uma garantia incondicional de atualização, o que significa que, caso o edital de 2019 traga itens inéditos em seu conteúdo programático, não haverá nenhuma cobrança adicional para cobrir esses tópicos. Sensacional, né? E aí, curtiu? Então, vem com a gente!

 

>>> Saiba mais sobre o Maratona 1º Etapa 2019 clicando aqui.

 

Até a próxima!

ARTIGOS RELACIONADOS