Seja Diplomata, Faça Sapientia Recorde de Aprovação no CACD

Matricule-se Agora

Conteúdo Sapiente

Complemente seu Estudo



Atualidades

A participação do Brasil na 74ª Assembleia Geral da ONU

A participação do Brasil na 74ª Assembleia Geral da ONU

Conteúdo postado em 25/09/2019

Olá, Sapientes!

 

O dia de ontem foi marcado pelo tão aguardado início da 74ª Assembleia Geral da ONU, em que o presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, fez seu primeiro discurso de abertura. Nesse sentido, o nosso objetivo aqui hoje é o de elencar alguns pontos importantes em seu pronunciamento e o de destacar algumas diretrizes do atual governo por ele apontadas. Aliás, isso tudo pode ser muito útil para o Concurso do Itamaraty (CACD). Ah, e caso vocês não tenham assistido ao vídeo completo ou lido o seu pronunciamento na íntegra, é só acessar por este link aqui, ok?

 

O primeiro aspecto a se observar é o de que o discurso de abertura brasileiro não teve uma abordagem mais abrangente, trazendo o ponto de vista do país em relação aos grandes temas da agenda internacional, como há muitos anos vinha se mantendo a tradição. Sua fala foi, na verdade, direcionada à liderança de alguns países com os quais o atual governo tem afinidades.

 

A exemplo disso, Bolsonaro salientou, nominalmente, a parceria com as administrações dos Estados Unidos, do Chile, de Israel e da Argentina, bem como explicitou a intenção em estreitar laços com Japão, China, Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos e Catar. Em sentido contrário, o presidente brasileiro deixou clara sua oposição à condução dos governos de Cuba e da Venezuela, os quais, em sua visão, são regimes ditatoriais e socialistas.  

 

Os principais temas levantados no pronunciamento trataram a respeito da interrupção do programa Mais Médicos no Brasil, da crise venezuelana e de seu consequente fluxo de refugiados, dos acordos selados pelo Mercosul com a União Europeia e a Área Europeia de Livre Comércio, da preservação da Amazônia, da questão envolvendo a demarcação de terras indígenas, do combate ao número de homicídios e crimes violentos, da imagem do Brasil como um país seguro para o turismo internacional, da perseguição das minorias religiosas, da participação brasileira em missões de paz da ONU, da abertura do Brasil para novas parcerias e da luta contra os sistemas ideológicos outrora implantados no país.

 

Em resumo, o discurso de Bolsonaro quis demonstrar os feitos de seu governo até o momento e apontar os direcionamentos de sua agenda com seus respectivos destinatários. Portanto, é crucial que nós, ceacedistas, estudemos esse pronunciamento de forma mais aprofundada e identifiquemos os pontos aos quais precisamos ficar atentos, vocês não concordam?

 

Ser diplomata é o seu objetivo de vida?

 

Então não perca a oportunidade de estudar com a gente. Se você está começando seus estudos para o Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata (CACD) agora, o Sapientia acaba de abrir novas turmas para o Curso Regular Extensivo (CRE), com orientações passo a passo acerca de todo o conteúdo necessário a ser estudado e a bibliografia indicada para cada item do edital. Sem contar que as aulas são on-line e 100% inéditas, com plantão de dúvidas diretamente com nosso time de experts e material em PDF disponibilizado aos alunos. Curtiu? Então, vem com a gente!

 

>>> Saiba mais sobre o nosso curso regular clicando aqui.

 

Até a próxima!

 

a-participacao-do-brasil-na-74a-assembleia-geral-da-onu

ARTIGOS RELACIONADOS