Seja Diplomata, Faça Sapientia Recorde de Aprovação no CACD

Matricule-se Agora

Conteúdo Sapiente

Complemente seu Estudo



Fatos Históricos

15 anos da primeira Cúpula ASPA

15 anos da primeira Cúpula ASPA

Conteúdo postado em 01/07/2020

Olá, futuros diplomatas!

 

Esse ano, a Cúpula América do Sul-Países Árabes (ASPA) está comemorando 15 anos de formação. Criada em 2005 por iniciativa da gestão do então presidente Lula, a Cúpula foi responsável por facilitar a aproximação das relações entre as duas regiões. Que tal conferir um pouco do contexto em que a ASPA surgiu e algumas de suas características? Vamos lá!

 

A PEB em diferentes governos

 

No início dos anos 2000, a Política Externa Brasileira (PEB) já mostrava-se consolidada, finalizando o processo de readequação iniciado com a redemocratização do país. Durante o governo Collor, a PEB é identificada como a busca pela “autonomia pela modernização”; no governo Fernando Henrique Cardoso,  pela “autonomia pela participação”, e depois, no governo Lula, “autonomia pela diversificação”. Neste último, a PEB adquire um caráter genuinamente universalizante nas suas relações internacionais, podendo até ser comparada com uma retomada da Política Externa Independente (PEI), do início dos anos 1960. 

 

Criação de novos foros

 

A expansão dos foros multilaterais entra nesse contexto. Juntamente com a ASPA, outros foros também foram criados por iniciativa ou apoio do Brasil, como a Comunidade Sul-americana das Nações (CASA), em 2004, e a Cúpula América do Sul-África (ASA), em 2006. Em meio à conjuntura política desse período, o projeto de tornar o Brasil um “global trader” é substituído pelo plano de torná-lo um “global player”, um líder nos diversos temas políticos, econômicos e sociais a partir da expansão e diversificação das relações internacionais do país.

 

A finalidade da ASPA

 

A cúpula ASPA passa a servir como um dos principais mecanismos inter-regionais de diálogo ao representar a união de dois importantes grupos regionais: a União das Nações Sul-Americanas (Unasul) e a Liga Árabe. Esse fórum, além de facilitar as relações comerciais entre as duas regiões, também viabiliza a coordenação política entre os líderes da América do Sul e do mundo árabe, e é responsável por diversos projetos de cooperação técnica para a redução dos impactos da desertificação e da degradação de terras. 

 

 

Ser diplomata está em seus planos?

 

Para você que está começando agora sua preparação para o Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata (CACD) e também para você que já se prepara há algum tempo e busca uma estratégia de estudos dinâmica e eficiente, o Sapientia desenvolveu a Trilha Regular Extensiva (TRE), um programa completo pensado para otimizar sua preparação, perpassando todos os itens do edital do concurso de forma sólida e pragmática. A TRE utiliza o que há de melhor dos recursos multimídia para unir teoria, prática e aprofundamento para te auxiliar a atingir um ótimo resultado no Concurso da Diplomacia. Curtiu a ideia?

 

 >>> Conheça mais sobre nosso curso regular clicando aqui.

 

Até a próxima!

sugestao-de-leitura-para-o-cacd-o-quinze

ARTIGOS RELACIONADOS