Seja Diplomata, Faça Sapientia Recorde de Aprovação no CACD

Matricule-se Agora

Conteúdo Sapiente

Complemente seu Estudo



Atualidades

A geopolítica do Oriente Médio

A geopolítica do Oriente Médio

Conteúdo postado em 26/05/2021

Olá, sapientes!

 

Desde o século I a.C., com o início da formação da rota da seda, o Oriente Médio já era destaque pela importância estratégica para as rotas comerciais e, até hoje, essa relevância ainda não diminuiu. Isso porque o Oriente Médio é ponto central para a geopolítica mundial devido, exatamente, à sua posição intermediária, que liga a Ásia, África e Europa. Sendo assim, o Blog Sapi resolveu explicar, mostrando as funções dos estreitos da região, o motivo da geografia e a posição do Oriente Médio ser assim tão relevante. Vamos lá!

 

Berço das principais religiões mundiais e das principais civilizações da história da humanidade, o Oriente Médio foi o caminho transitado por diferentes povos, culturas e línguas, que foram se misturando, se metamorfoseando, e sendo levadas para os mais distantes pontos do planeta. O Oriente Médio sempre foi um ponto de parada e de passagem. Sabe por quê? A resposta está nos estreitos, que encurtam as rotas marítimas.

 

Estreito de Ormuz

Essa é uma das passagens oceânicas mais conhecidas do mundo, pois serve de conexão entre o Golfo Pérsico, principal saída do petróleo mundial, e o Oceano Índico. Esse estreito faz parte das fronteiras naturais entre Iraque, Irã, Arabia Saudita, Kuwait, Qatar e Emirados Árabes, países que já se envolveram em tensões relacionadas com o controle ou o uso do estreito e das reservas de petróleo. 

 

Estreito de Bab El-Mandeb

É a entrada do mar vermelho, servindo de saída do Mar Mediterrâneo para o Oceano Índico. Esse estreito é iniciado pelo canal de Suez, ao norte, e estende-se até o chifre da África e o Mar da Arabia.

 

Estreitos turcos de Bósforo e Dardanelos

Servem de passagem entre o Mar Negro e o Mar Mediterrâneo. São fundamentais para a Rússia, uma vez que facilitam o acesso dessa gigante nação a águas quentes.

 

Lembrando que estreitos são afunilamentos de oceanos ou mares que, por um lado, dificultam a passagem dos navios, mas, por outro, encurtam as rotas, porque, caso não existissem, os navios teriam que contornar os continentes para chegar onde é desejado. Sendo assim, quem domina o estreito domina toda a rota comercial definida por ele.

 

Para terminar, fica a sugestão de ir encontrando esses estreitos nos mapas do Oriente Médio. Só assim conseguimos ter um pouco de noção do que a região sempre representou para o comércio internacional.

 

Quer se tornar um diplomata, mas não sabe por onde começar?

 

Para auxiliar você que está começando os preparos para o Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata (CACD) mas ainda não sabe qual é o curso mais indicado para o que você precisa, o Sapientia oferece uma Orientação Pedagógica Individual 100% à distância e gratuita. Quer saber como ela funciona? É simples! Com base em uma análise do seu perfil, o time de cuidados do Curso Sapientia esclarece suas dúvidas sobre planejamento para o Concurso do Itamaraty e indica o programa de estudos que melhor se encaixa nas suas necessidades. 

 

 

 >>> Saiba mais sobre a nossa orientação 100% gratuita clicando aqui.

 

 

Bons estudos!

sugestao-de-leitura-para-o-cacd-o-quinze

ARTIGOS RELACIONADOS