Seja Diplomata, Faça Sapientia Recorde de Aprovação no CACD

Matricule-se Agora

Conteúdo Sapiente

Complemente seu Estudo



Quero ser Diplomata, e agora?

Qual a classificação de postos do Itamaraty no exterior?

Qual a classificação de postos do Itamaraty no exterior?

Olá, Sapientes!

 

Hoje é dia de conversarmos sobre algo que faz os nossos coraçõezinhos aspirantes à diplomacia baterem mais acelerados: a classificação de postos do Itamaraty no exterior. Quando a gente pensa sobre esse assunto, já imagina que as missões diplomáticas do Brasil localizadas em grandes capitais europeias ou nos Estados Unidos sejam as mais concorridas em matéria de projeção de carreira e pedidos de remoção, não é verdade? Mas como será feita a categorização dos demais postos brasileiros mundo afora? Bem, é exatamente esse o tópico de nosso bate-papo de hoje. Vamos lá?

 

A Lei nº. 11.140/2006, em seu Artigo 13, define que “os postos no exterior serão classificados, para fins de movimentação de pessoal, em grupos A, B, C e D, segundo o grau de representatividade da missão, as condições específicas de vida na sede e a conveniência da administração”. Isso significa que há uma ordem de classificação, sendo os postos de maior “grau de representatividade” os do grupo A e os de menor grau no grupo D.

 

O que nos deixa com um pouco de dúvida é como o Itamaraty define qual posto tem maior ou menor representatividade, não é mesmo? Nesse caso, o §1º desse mesmo artigo menciona que “a classificação dos postos em grupos far-se-á mediante ato do Ministro de Estado das Relações Exteriores”. Em outras palavras, trata-se de um ato discricionário do Ministério das Relações Exteriores, cuja decisão pode variar conforme o interesse e a visão da administração.

 

Outro fator que devemos ter em mente é que, além do grau de representatividade para o governo, os postos do grupo A são os mais bem classificados em termos de qualidade de vida, os quais tendem a possuir maior acesso à infraestrutura, saúde, lazer e estão localizados fora de zonas de conflito. Os postos seguintes vão perdendo força em relação a esses quesitos conforme sua ordem decrescente. Como exemplos de postos A, atualmente, podemos citar Atenas, Londres, Paris, Roma e Washington. Bons exemplos de postos B são Assunção, Budapeste, Lima, Montreal e Singapura. Em postos C, temos Beirute, Cairo, Moscou, Pequim e Tel Aviv. Já em postos D, encontramos Bagdá, Caracas, Damasco, Pyongyang e Trípoli.

 

Querem saber a lista completa? Nós disponibilizamos o arquivo com a classificação atual neste link aqui. Rola até uma motivaçãozinha a mais para estudar assim, não é mesmo?

 

Para facilitar a leitura e compreensão do material, fique com a nomenclatura dos devidos postos:
E = Embaixada
EC = Escritório Comercial
EF = Escritório Financeiro
ER = Escritório de Representação
M = Missão
C = Consulado
CG = Consulado-Geral
VC = Vice-Consulado

 

Você está se preparando para a CACD 2019?

 

Então, segura essa novidade! Com a publicação do edital para o Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata (CACD), o Sapi lançou o terceiro – e último – lote para o curso Maratona 1ª Etapa 2019, com uma revisão totalmente voltada para a primeira fase do concurso e verdadeiramente eficiente nesta reta final de preparação para o CACD. Sabe aquela arrancada no finzinho de uma longa corrida? É exatamente essa a proposta do Maratona. Serão 9 módulos, com direito a aulas teóricas e listas de questões objetivas, abrangendo absolutamente tudo o que você precisa saber para a primeira etapa do concurso para diplomata. E, claro, as aulas estarão atualizadas e totalmente alinhadas com as alterações do novo conteúdo programático. E aí, curtiu? Então, vem revisar com a gente!

 

>>> Saiba mais sobre o 3º lote do curso Maratona 1º Etapa 2019 clicando aqui.

  

Até a próxima!

 

qual-a-classificacao-de-postos-do-itamaraty-no-exterior

ARTIGOS RELACIONADOS