Seja Diplomata, Faça Sapientia Recorde de Aprovação no CACD

Matricule-se Agora

Conteúdo Sapiente

Complemente seu Estudo



Atualidades

Eleições presidenciais no Uruguai

Eleições presidenciais no Uruguai

Conteúdo postado em 26/11/2019

Olá, Sapientes!

 

Neste último domingo, os uruguaios foram às urnas para escolherem, em segundo turno, seu mais novo presidente. Mas vocês chegaram a acompanhar a polêmica que girou em torno da apuração dos resultados, que acabou apontando um empate técnico entre os candidatos? Bem, esse é o tema do nosso artigo de hoje, e, se vocês querem entender um pouco sobre o que está acontecendo em nosso país vizinho, é só virem com a gente!

 

No dia 27 de outubro deste ano, o Uruguai convocou a população para as eleições presidenciais, de senador e de deputado. A cadeira presidencial foi principalmente disputada entre o candidato de centro-esquerda, do partido Frente Ampla, Daniel Martínez, e o candidato de centro-direita, do Partido Nacional, Luis Lacalle Pou. O resultado apontou a vitória preliminar do candidato para a permanência no poder, Daniel Martínez, com pouco mais de 39% dos votos contra os 28% de Luis Lacalle Pou.

 

Esse percentual de votos levou os uruguaios a terem que escolher seu presidente em segundo turno, o qual foi realizado no dia 24 de novembro agora, levando a uma vitória de Luis Lacalle Pou, com 48,71%, contra os 47,51% de Daniel Martínez. Diante de uma margem tão estreita entre os candidatos, o que pode ser considerado um empate técnico, a Corte Eleitoral do Uruguai deverá fazer uma recontagem dos votos, incluindo os chamados “votos observados”, os quais se referem a cidadãos que votaram fora de suas zonas eleitorais, como idosos e pessoas com necessidades especiais, e que dependem de checagem especial. Trata-se de um processo mais demorado de apuração, o que levará à divulgação oficial apenas no final desta semana.

 

Cabe lembrar que a plataforma defendida pela permanência do Frente Ampla no poder se baseia no crescimento de 3% do país, ao longo de 15 anos, com a diminuição da taxa de pobreza de 40% para 9%. Já a bandeira do Partido Nacional aponta o aumento da insegurança no país, com a taxa de homicídios girando por volta de 11,8 para cada 100 mil habitantes, assim como também a visão de desgaste do modelo econômico atual e a preferência por uma política de mais abertura. Enquanto isso, nós, ceacedistas, acompanharemos esses resultados e seus desdobramentos bem de perto, não é mesmo?

 

Ser diplomata é o seu objetivo de vida?

 

Então não perca a oportunidade de estudar com a gente. Se você está começando seus estudos para o Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata (CACD) agora, o Sapientia acaba de abrir novas turmas para o Curso Regular Extensivo (CRE), com orientações passo a passo acerca de todo o conteúdo necessário a ser estudado e a bibliografia indicada para cada item do edital. Sem contar que as aulas são on-line e 100% inéditas, com plantão de dúvidas diretamente com nosso time de experts e material em PDF disponibilizado aos alunos. Curtiu? Então, vem com a gente!

 

>>> Saiba mais sobre o nosso curso regular clicando aqui.

 

Até a próxima!

 

eleicoes-presidenciais-no-uruguai

ARTIGOS RELACIONADOS