Seja Diplomata, Faça Sapientia Recorde de Aprovação no CACD

Matricule-se Agora

Conteúdo Sapiente

Complemente seu Estudo



Quero ser Diplomata, e agora?

O impacto do pragmatismo nos estudos para o CACD

O impacto do pragmatismo nos estudos para o CACD

Olá, Sapientes!

 

Visualizem a seguinte imagem: nossa livraria preferida entra em uma megapromoção e, por um milagre, acabamos tendo condições de adquirir todos aqueles livros e coleções lindas que sempre sonhamos ter na prateleira. Com as novas aquisições em mãos, vem aquele ânimo extra de iniciarmos um planejamento de estudos novinho em folha. Desse modo, tomamos a grande decisão de lermos tudo o que compramos, pois, assim, conseguiremos cobrir todo e qualquer conteúdo que possa ser cobrado no Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata (CACD). Será que essa é a melhor estratégia?

 

Bom, vamos analisar alguns pontos aqui. Primeiramente, é necessário colocar em xeque o fator “expectativa versus realidade”. Em um post anterior, ensinamos como calcular nossa matemática literária, ou seja, o tempo que levamos para finalizar uma leitura específica de acordo com a disponibilidade de horas em nossa agenda. Esse cálculo pode resultar em semanas e mais semanas para finalizar um único livro, se levarmos em consideração o tempo que precisamos para fazer resumos, assistir aulas, resolver exercícios e revisar conteúdo. A realidade pode ser dura, caros Sapientes.

 

O segundo ponto é que ler livros inteiros ou coleções completas não garante que seremos bem-sucedidos no CACD. Dependendo do ponto da matéria, a gente pode acabar se perdendo nos detalhes e não identificar aquilo que pode ser mais cobrado. E é aí que a orientação dos professores e a resolução de provas anteriores nos ajudam a saber quais as leituras mais indicadas e o grau de aprofundamento necessário.  

 

Por fim, não podemos esquecer que nosso cérebro não é uma máquina, portanto nossa capacidade de memorização não é infinita. De que adianta seguirmos até o fim com a leitura de um calhamaço de 500 páginas e não conseguirmos acessar o que lemos na hora da prova? É preciso que sejamos seletivos e saibamos escolher o que ler e o quanto extrair de cada material.

 

Em resumo, o nosso ponto principal é que saibamos ser pragmáticos na hora do estudo. Não podemos deixar aquela paixão por uma matéria ou tema específico dominar e nos persuadir a ler coisas que, para o CACD, não serão exatamente úteis. Nosso tempo é precioso e ele precisa ser preenchido com o conteúdo certo, de maneira apropriada e com o aprofundamento ideal. As coleções podem ficar para depois, não é mesmo?

 

Ser diplomata é o seu objetivo de vida?

 

Então não perca a oportunidade de estudar com a gente. Se você está começando seus estudos para o CACD agora, o Sapientia acaba de abrir novas turmas para o Curso Regular Extensivo (CRE), com orientações passo a passo acerca de todo o conteúdo necessário a ser estudado e a bibliografia indicada para cada item do edital. Sem contar que as aulas são on-line e 100% inéditas, com plantão de dúvidas diretamente com nosso time de experts e material em PDF disponibilizado aos alunos. Curtiu? Então, vem com a gente!

 

>>> Saiba mais sobre o nosso curso regular clicando aqui.

 

Até a próxima!

 

o-impacto-do-pragmatismo-nos-estudos-para-o-cacd

ARTIGOS RELACIONADOS