Seja Diplomata, Faça Sapientia Recorde de Aprovação no CACD

Matricule-se Agora

Conteúdo Sapiente

Complemente seu Estudo



Quero ser Diplomata, e agora?

O uso do gengibre nos estudos para o CACD

O uso do gengibre nos estudos para o CACD

Olá, Sapientes!

 

Alguma vez, vocês já pegaram um conteúdo para estudar para o Concurso da Diplomacia (CACD), leram várias páginas, assistiram às aulas e, na hora de fazer exercício, simplesmente não se lembravam de quase nada? Se a sua resposta foi sim, vocês não estão sozinhos nessa. Cada vez mais pessoas reclamam de sua dificuldade em memorizar certas coisas. Nesse sentido, uma série de fatores pode contribuir para uma falha temporal na memória, como a ansiedade, o cansaço, o uso de alguns medicamentos, o hipotireoidismo, infecções ou, até, doenças neurológicas.

 

Mas calma! Ninguém aqui está dizendo que estamos todos tendo os primeiros sinais do mal de Alzheimer. Longe disso! Queremos, na verdade, deixar claro que a maior parte das causas de perda de memória é passível de prevenção e, até, de reversibilidade. Ou seja, caríssimos Sapientes, hoje não viemos trazer problemas e, sim, soluções.

 

E por falar em soluções, a dica da coluna de hoje é algo muito simples de ser encontrado e implantado em nossas rotinas. E diríamos que, para quem gosta de um saborzinho picante e bem marcante, a dica de hoje é muito bem-vinda. Estamos falando de um caule subterrâneo, de origem asiática, que tem sua utilização como especiaria há muitos séculos: a Zingiber officinale, popularmente conhecida como gengibre.

 

Sim, o gengibre vem sendo pesquisado há tempos e estudos recentes mostram que ele apresenta diversos benefícios em relação à memória, podendo, ainda, ter impactos positivos na prevenção contra Alzheimer, Parkinson e AVC. Isso porque seus compostos melhoram nossas funções cognitivas, reduzem a perda de células nervosas, combatem o estresse oxidativo e diminuem os danos aos neurônios. Sem contar seu efeito natural anti-inflamatório, antioxidante, antiviral, antibacteriano e antifúngico. É muita coisa boa dentro de uma plantinha só, não é verdade?

 

Para aqueles que não têm o hábito de utilizar o gengibre em seu dia a dia, sugerimos começar com pequenas quantidades, para irem se acostumando a sua picância. A forma mais conhecida de utilização é no preparo de chás, por meio de infusão, mas, também, existe uma infinidade de receitas que levam o gengibre como um de seus ingredientes. São bolos, biscoitos, sucos, geleias, sorvetes, arroz, massas, molhos, carnes, cremes, sopas... Acreditem, o gengibre é mais versátil que imaginamos e seu uso vale realmente a pena, vocês não acham?

 

Mas atenção! Para pessoas que façam uso de medicamentos anticoagulantes, que tenham problemas de pressão alta ou que estejam em período de gestação, é recomendado que procurem orientação médica antes de inserir o gengibre em sua alimentação. Para os demais, basta que façamos o uso consciente e parcimonioso dessa saborosa plantinha, para que aproveitemos seus inúmeros benefícios. Bons estudos e bom apetite!

 

Ser diplomata é o seu objetivo de vida?

 

Então não perca a oportunidade de estudar com a gente. Se você está começando seus estudos para o Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata (CACD) agora, o Sapientia acaba de abrir novas turmas para o Curso Regular Extensivo (CRE), com orientações passo a passo acerca de todo o conteúdo necessário a ser estudado e a bibliografia indicada para cada item do edital. Sem contar que as aulas são on-line e 100% inéditas, com plantão de dúvidas diretamente com nosso time de experts e material em PDF disponibilizado aos alunos. Curtiu? Então, vem com a gente!

 

>>> Saiba mais sobre o nosso curso regular clicando aqui.

 

Até a próxima!

 

o-uso-do-gengibre-nos-estudos-para-o-cacd

ARTIGOS RELACIONADOS