Seja Diplomata, Faça Sapientia Recorde de Aprovação no CACD

Matricule-se Agora

Conteúdo Sapiente

Complemente seu Estudo



Sugestão de Leitura

Sugestão de leitura para o CACD: Cecília Meireles

Sugestão de leitura para o CACD: Cecília Meireles

Conteúdo postado em 05/12/2019

Olá, Sapientes!

 

Com o fim do ano batendo em nossa porta, muitos de nós sentimos a necessidade de dar uma desacelerada e recarregar as baterias para um novo período de preparação. Que tal fazermos isso com a leitura de poesias da mais alta qualidade e, ainda por cima, homenagearmos um dos grandes nomes da literatura brasileira do século XX, que, no mês passado, completou 55 anos de seu falecimento? Curtiram a ideia? Então, vamos conferir essa sugestão.

 

A nossa homenageada de hoje é nada mais nada menos que Cecília Benevides de Carvalho Meireles, ou Cecília Meireles, como todos nós a conhecemos. Cecília nasceu no Rio de Janeiro, em 7 de novembro de 1901, e ficou órfã com apenas três anos de idade, tendo, assim, que se mudar para a casa de sua avó materna. Sua paixão por livros já era percebida desde pequena, quando já rascunhava seus primeiros versos. Seu gosto por música também era bastante expressivo, sendo que chegou a estudar canto, violão e violino em um conservatório.  

 

Cecília formou-se aos dezessete anos na Escola Normal do Distrito Federal, no Rio de Janeiro, e, a partir desse momento, passou a lecionar. No exercício de sua profissão, preocupou-se com a falta de material didático e com a qualidade de ensino na época, passando, então, a escrever livros para escolas primárias. Aos dezoito anos, Cecília publicou seu primeiro livro de poemas, intitulado Espectros, contendo temáticas que envolviam história, lendas, mitologia e religião.  

 

Além de escritora e professora, Cecília trabalhou como teatróloga, jornalista e tradutora literária, chegando a receber prêmios de reconhecimento internacional. Pasmem, pois a autora detinha conhecimentos de inglês, francês, italiano, russo, hebraico, dialetos do grupo indo-iraniano, sânscrito e hindi. Quando que imaginaríamos isso, não é mesmo?

 

Sua obra mais conhecida é intitulada Romanceiro da Inconfidência, publicada em 1953, trazendo uma coletânea de poemas que contam a história de Minas Gerais, desde o século XVII até a Inconfidência Mineira. Cronologicamente, Cecília escreveu durante a segunda fase do modernismo brasileiro, porém suas poesias não se limitam a esse movimento, pois apresentam influências simbolistas, românticas barrocas e parnasianas.

 

Muitos de seus poemas e poesias encontram-se em domínio público, sendo fácil sua busca pela internet. Hoje, trazemos a sugestão do box Poesia Completa, publicado em dois volumes pela Editora Global, em 2017, reunindo a totalidade da produção poética da autora. O preço não é lá muito acessível, mas estamos falando de quase 2 mil páginas, em capa dura, para serem guardadas para sempre na estante. Quem sabe o Papai Noel não dá uma ajudinha, não é mesmo?

 

Se tornar um diplomata é o seu objetivo?


Para você que está começando agora sua preparação para o CACD e também para você que já se prepara há algum tempo e busca uma estratégia de estudos dinâmica e eficiente, o Sapientia acaba de lançar a Trilha Regular Extensiva (TRE), um programa pensado para otimizar sua preparação, perpassando todos os itens do edital do concurso de forma sólida e pragmática. A TRE utiliza o que há de melhor dos recursos multimídia para unir teoria, prática e aprofundamento. Curtiu a ideia?

 >>> Conheça mais sobre nosso mais novo curso regular clicando aqui.

Bons estudos!

 

sugestao-de-leitura-para-o-cacd-cecilia-meireles

ARTIGOS RELACIONADOS