Seja Diplomata, Faça Sapientia Recorde de Aprovação no CACD

Matricule-se Agora

Conteúdo Sapiente

Complemente seu Estudo



Sugestão de Leitura

Sugestão de leitura para o CACD: Cruz e Sousa

Sugestão de leitura para o CACD: Cruz e Sousa

Conteúdo postado em 19/02/2021

Olá, sapientes!

 

O simbolismo aparece bastante na prova de portugês do CACD por dois motivos: o primeiro tem a ver com esse movimento ter antecedido o modernismo, uma das escolas literárias mais importantes para a estruturação da literatura brasileira. Já o outro motivo está relacionado com a linguagem usada na poesia do simbolismo, que exige bastante da capacidade de interpretação dos ceacedistas. É por isso mesmo que é tão importante para o concurso conhecer as características e as obras de Cruz e Sousa (1861-1898), um poeta que, ao lado de Augusto dos Anjos e Alphonsus Guimarães, é um dos grandes nomes do movimento simbolista brasileiro.  

 

A vida de Cruz e Sousa

 

Os pais de Cruz e Sousa eram escravos negros, alforriados pelo Marechal Guilherme Xavier de Sousa, que também patrocinou os estudos do poeta. A história da família do poeta o levou, ainda jovem, a fundar o jornal “Colombo”, juntamente com Virgílio Várzea e Santos Lostada em 1881, com o objetivo de dar visibilidade à luta abolicionista. 

 

Durante a vida, Cruz e Souza teve pouca receptividade pelos leitores brasileiros. Porém, anos após a sua morte, foi aclamado pelos leitores franceses, após Nestor Vítor, amigo e admirador do poeta, ter publicado em Paris, em 1905, a sua obra "Últimos Sonetos". Poucos anos após a publicação, a crítica francesa chegou a nomear Cruz e Sousa como um dos principais poetas simbolistas da literatura ocidental.

 

E o que foi o simbolismo?

 

O Simbolismo não se limitou à literatura, foi um movimento que marcou, também, as artes plásticas e o teatro, apesar de bastante breve. Esse movimento surgiu em 1880, na França, mas logo deu espaço à expressividade do Modernismo já no início do século XX.

 

A poesia simbolista, mais especificamente, pode ser considerada uma certa retomada do romantismo da geração mal do século. Isso porque, ao se oporem à objetividade parnasiana, os poetas simbolistas produziram textos de grande expressão sentimental, marcados pela visão individualista do contexto e de suas experiências pessoais. Assim, a linguagem usada na poesia simbolista prefere sugerir e deixar espaço para interpretações a descrever.

 

Agora que você já sabe um pouco sobre Cruz e Sousa e sobre o simbolismo, que tal ler o poema "Antífona", uma das obras desse poeta que é mais representativa da produção do simbolismo nacional?

 

Quer se tornar um diplomata, mas não sabe por onde começar?

 

Para auxiliar você que está começando os preparos para o Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata (CACD) mas ainda não sabe qual é o curso mais indicado para o que você precisa, o Sapientia oferece uma Orientação Pedagógica Individual 100% à distância e gratuita. Quer saber como ela funciona? É simples! Com base em uma análise do seu perfil, o time de cuidados do Curso Sapientia esclarece suas dúvidas sobre planejamento para o Concurso do Itamaraty e indica o programa de estudos que melhor se encaixa nas suas necessidades. 

 

 

 >>> Saiba mais sobre a nossa orientação 100% gratuita clicando aqui.

 

 

Bons estudos!

 

 

sugestao-de-leitura-para-o-cacd-o-quinze

ARTIGOS RELACIONADOS