Seja Diplomata, Faça Sapientia Recorde de Aprovação no CACD

Matricule-se Agora

Conteúdo Sapiente

Complemente seu Estudo



Sugestão de Leitura

Sugestão de leitura para o CACD: Preconceito Linguístico

Sugestão de leitura para o CACD: Preconceito Linguístico

Conteúdo postado em 12/12/2019

Olá, Sapientes!

 

A nossa sugestão de leitura de hoje tem uma proposta bem diferente daquilo que já trouxemos por aqui antes. A intenção é colocar aquela “pulga atrás da orelha” e promover uma reflexão acerca do ensino da língua portuguesa em nosso país. Será que todos os seres humanos são dotados das mesmas capacidades cognitivas para o aprendizado da língua? Será que as variedades linguísticas são instrumentos adequados para dar conta de expressar e construir a experiência humana? Bem, esses são alguns dos questionamentos que o autor Marcos Bagno levanta em sua obra intitulada Preconceito Linguístico. Curiosos para saber um pouco a respeito? Então, vamos lá!

 

Marcos Bagno é um escritor mineiro, nascido em Cataguases, no ano de 1961. É professor do Departamento de Línguas Estrangeiras e Tradução da Universidade de Brasília, completou seu doutorado em filologia e língua portuguesa pela Universidade de São Paulo, escreveu mais de trinta obras sobre literatura e técnico-didáticas e, também, recebeu diversos prêmios por alguns desses títulos. Estamos falando de um acadêmico de posicionamento um tanto polêmico e de um linguista combativo nem um pouco próximo ao tom neutro de exposição. Isso significa que sua abordagem está bem longe de ser consensual.

 

Em “Preconceito Linguístico”, Bagno refuta a noção simplista que coloca o que é "certo" e "errado" no uso da língua, promovendo, dessa forma, uma pesquisa aprofundada dos fenômenos do português falado e escrito em nosso país. Um dos mitos por ele combatido em sua obra é o da unidade da língua portuguesa no Brasil, pois, quando nela acreditamos, deixamos de reconhecer não só a grande diversidade do idioma, mas, também, seus fatores socioeconômicos, geográficos e culturais. Em decorrência da crença nesse mito, as escolas acabam impondo a norma linguística, como se ela fosse a língua realmente falada por todos os brasileiros, quando, segundo o autor, isso não necessariamente se verifica. É, portanto, um “outro lado da moeda” interessante para conhecermos e utilizarmos em uma eventual argumentação sobre o assunto.

 

Por se tratar de uma obra que teve sua primeira publicação no ano de 1999 e sua última edição em 2015, é possível adquiri-la tanto em livrarias como em sebos físicos ou virtuais. Seu preço costuma ser acessível, podendo se tornar um bom investimento por suas 352 páginas de muitas críticas e denúncias. Quem sabe não dá pra encará-la agora no finalzinho do ano, não é mesmo?

 

E como eu me preparo para o CACD 2020?

 

Para você que está começando agora sua preparação para o CACD e também para você que já se prepara há algum tempo e busca uma estratégia de estudos dinâmica e eficiente, o Sapientia acaba de lançar a Trilha Regular Extensiva (TRE), um programa pensado para otimizar sua preparação, perpassando todos os itens do edital do concurso de forma sólida e pragmática. A TRE utiliza o que há de melhor dos recursos multimídia para unir teoria, prática e aprofundamento. Curtiu a ideia?

 

 >>> Conheça mais sobre nosso mais novo curso regular clicando aqui.

 

Até a próxima!

 

sugestao-de-leitura-para-o-cacd-preconceito-linguistico

ARTIGOS RELACIONADOS